Ultimas

AO VIVO

quinta-feira, 8 de abril de 2021

Prefeitura registra fechamento de mais de 3 mil empresas desde o início da pandemia


A crise econômica que atingiu o país em decorrência do avanço da pandemia do covid-19 tem registrado contornos dramáticos para os empresários de Rio Preto, que sofrem com as medidas restritivas adotadas pelo Plano São Paulo e por decretos do prefeito Edinho Araújo, que visam conter o avanço do vírus.

Atualmente na fase Emergencial do Plano, a prefeitura divulgou nos últimos dias no Diário Oficial do Município, a materialização daquilo que dizem comerciantes e empresários.

De acordo com publicação da secretaria da Fazenda, do último sábado, 244 empresários pediram baixa de suas empresas junto a prefeitura, dentre elas, empresas de grande, médio e pequeno porte, além disso, outros 44 profissionais autônomos também pediram o encerramento das atividades.

São empresas de setores variados, sendo bares, restaurantes, empresas de telefonia, consultorias, materiais esportivos, mas principalmente empresas vinculadas a prestação de serviço, que por diversos anos tem impulsionado a economia de Rio Preto.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jorge Luís de Souza a quantidade de empresas encerrando as atividades é reflexo da estagnação econômica em decorrência do avanço da covid-19.

“Os números refletem a estagnação econômica por conta da pandemia. Destacamos que no nível municipal várias ações de apoio aos empresários estão em andamento. Essas ações foram definidas pelo Comitê de Retomada da Economia”, destacou.

Ainda segundo o secretário, no ano de 2020 foram fechadas no município 2.494 empresas, principalmente após a chegada da pandemia. Neste ano, com as 244 divulgadas no último sábado, já fecharam as portas 570 empresas.

O secretário destaca, que a administração municipal segue trabalhando através do Comitê de Retomada da Economia, que conta com a participação de integrantes da equipe do prefeito Edinho Araújo (MDB) e representantes de entidades que atuam no desenvolvimento econômico.

“Destacamos a Sala do Crédito, desde o lançamento da ação, em 22 de março, o Banco do Povo já realizou 108 atendimentos e R$ 243.829,12 em operações contratadas, também incentivamos a realização do Festival Gastronômico com 66 empresas ativas e mais de 550 pedidos feitos através do aplicativo da Acirp”, apontou.

Outras ações estão sendo desenvolvidas em parceria com o Sebrae, visando a capacitação de pequenas empresas para se habilitarem em compras públicas, lembrando também da linhas de credito disponibilizadas pelo Governo do Estado, através do Banco do Povo para linhas de crédito emergenciais para setores bares e restaurantes, hotéis, agências de turismo e de eventos, com condições diferenciadas, como por exemplo a não exigência de certidões negativas de débitos até junho de 2021 e aumento do prazo de carência

O secretário aposta no aquecimento da economia com a retomada do auxílio emergencial do Governo Federal. “Nesse cenário o Governo Federal disponibiliza nova rodada do auxílio emergencial, que certamente ajudará, injetando recursos para o consumo das famílias com consequente reflexo no faturamento das empresas”, concluiu.

(Por: Dhoje Interior)

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Acontece em Foco
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates