Ultimas

AO VIVO

quarta-feira, 7 de abril de 2021

Pouca chuva e aumento no consumo de água fazem vertedouro da represa secar, em Rio Preto

 
O primeiro trimestre deste ano foi marcado pelo tempo seco e a falta de chuva, em Rio Preto. Dados do pluviômetro do SeMAE, localizado na Estação de Tratamento de Água (ETA) – Palácio das Águas, mostram que choveu 309 milímetros a menos nos primeiros três meses de 2021 em comparação com o ano passado.

Por conta dessa falta de chuva, já faz três dias que o vertedouro da Represa Municipal secou e não está mais vertendo a água. Apesar disso, o assessor do SeMAE, Ruy Sampaio, afirma que o abastecimento ainda não está prejudicado.

“Em relação ao abastecimento de água em Rio Preto, o SeMAE informa que a situação permanece estável e a captação de água da Represa Municipal continua dentro da normalidade. Não houve diminuição na captação. A autarquia orienta que a população faça uso racional da água e economize no consumo”, disse o porta-voz.

AUMENTO NO CONSUMO

Além da estiagem, outro problema vem preocupando a situação do abastecimento na cidade: o aumento no consumo de água. Segundo a autarquia, de janeiro a março deste ano, foram consumidos 8.082.677 metros cúbicos de água. Já no mesmo período de 2020 o consumo foi de 7.402.173 - o que representa um aumento de 9% no consumo.

O SeMAE acredita que as medidas de restrições contra a covid-19, principalmente a necessidade do isolamento social, refletiram em mais pessoas consumindo água.

“Neste início de ano, por causa das medidas de combate à pandemia, que fizeram um número maior de pessoas ficar em casa, o consumo de água registrou aumento, em Rio Preto. Menos chuvas, mais consumo. Por isso são importante as medidas de economia de água”, orienta o assessor, Ruy Sampaio.

(Por: Sbt Interior)

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Acontece em Foco
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates