Ultimas

AO VIVO

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

Rio Preto é 3ª entre as cem maiores do país em serviços essenciais à população


 Rio Preto ficou na 3ª posição no ranking de qualidade dos serviços essenciais entregues à população nas 100 maiores cidades do Brasil nas áreas de educação, saúde, saneamento e segurança na 5ª edição do estudo Desafios da Gestão Municipal (DGM) 2021 – da consultoria Macroplan.

De acordo com o estudo em uma década o município perdeu duas posições no ranking geral, mas manteve a colocação obtida no ano passado, com um Índice de Gestão Municipal (IDGM) de 0,744.

As posições de liderança dos munícipios tomam outra configuração quando os municípios são analisados por entregas à população em áreas específicas. Piracicaba (SP) apresentou o melhor resultado em educação; Florianópolis (SC) é foi em Saúde; Santos (SP) tem o melhor resultado em Saneamento e São Paulo, fica em primeira colocação em Segurança.
Nos rankings das áreas específicas , Rio Preto teve sua melhor posição em Educação, ocupando a 6ª colocação. Na Saúde, o município ocupa atualmente a 12ª colocação entre os analisados.

Em Saneamento e Sustentabilidade a cidade aparece na 14ª posição. O pior desempenho foi registrado em Segurança, com a cidade posicionada na 37ª colocação no ranking da área, registrando a 10ª maior taxa de óbitos no trânsito entre as 100 maiores cidade do Brasil. Em 2019, 87 pessoas foram vítimas de acidente de trânsito no município, resultando em uma taxa de 18,9 óbitos por 100 mil habitantes.

O grande desafio do município é acelerar o ritmo dos avanços. A cidade perdeu posições na comparação com as posições alcançadas nos levantamentos anteriores, ainda que tenha melhorado em boa parte dos indicadores. “Isso ocorre porque outros municípios estão melhorando em um ritmo mais acelerado do que Rio Preto”, explica a economista sênior Adriana Fontes, coordenadora do DGM.

Em nota, o prefeito Edinho Araújo destacou que a meta da administração municipal é sempre buscar melhores posições no ranking de qualidade dos serviços essenciais entregues ao rio-pretense. “Precisamos buscar sempre a excelência nos serviços prestados, principalmente nos setores de educação, saúde, saneamento e segurança, lembrando que São José do Rio Preto é tri-campeão no Município Verde Azul, com água de qualidade e esgoto tratado, entre outras importantes conquistas nos últimos anos”, destacou.

De acordo com a secretaria de Educação, o objetivo principal para melhorar os indices do levantamento estão fortalecer os processos de ampliação de aquisição e de acesso aos recursos comunicacionais no processo de ensino e de aprendizagem em todas as modalidades de ensino, apontando ainda a necessidade de fortalecimento das ações da escola em conjunto com as outras instituições de cada território garantindo o trabalho intersetorial e em rede.

A pasta da Educação irá continuar investindo em ações de formação continuada com os profissionais da educação da Rede Municipal de ensino com o objetivo de oferecer uma educação de qualidade às crianças, adolescentes, jovens e adultos, assim como garantir investimentos nos aspectos da Infraestrutura e Manutenção das unidades escolares.

A administração destacou que Rio Preto nos últimos anos avançou muito nas questões ambientais pautadas na implementação de políticas públicas. “A cidade possui o Plano Municipal de Saneamento Básico composto pelos Planos de Esgoto, Água, Drenagem Urbana e Resíduos Sólidos, planos estes que dão todo o embasamento e diretrizes para o saneamento da cidade”, afimou.

“Informamos também a existência do Plano de Conservação da Mata Atlântica e do Cerrado, onde destacamos a grande quantidade de árvores plantadas nos últimos anos, como por exemplo as 106.000 árvores para a formação da Floresta do Estadual do Noroeste Paulista, onde após os incêndios já tiveram as mudas repostas.”, relata.

A administração ressalta o trabalho desenvolvido atraves da secretaria de Meio Ambiente, destacando que “outro dado importante é que pelo terceiro ano consecutivo (2018, 2019 e 2020) a cidade é certificada em 1º lugar no ranking do Estado como sendo a melhor cidade em gestão ambiental, onde são avaliados 10 Diretivas (Município Sustentável, Estrutura e Educação Ambiental, Conselho Ambiental, Biodiversidade, Gestão das Águas, Qualidade do Ar, Uso do Solo, Arborização Urbana, Esgoto Tratado e Resíduos Sólidos)”.

Assim como, destaca o trabalho desenvolvido pelo Semae, “dentre os dados analisados na parte de Saneamento destacamos que a cobertura de coleta de resíduos é de 100%. De forma geral hoje a cidade preparada e vem trabalhado efetivamente na busca da sustentabilidade local”, afirmou a administração.

A prefeitura questiona dos dados referentes ao saneamento básico, apresnetando outros indices de pesquisas realizadas. “É preciso avaliar os critérios da pesquisa Macroplan. No último Ranking do Saneamento Básico, divulgado pelo Instituto Trata Brasil, Rio Preto aparece em 4º lugar entre os municípios com a melhor qualidade de serviço de saneamento oferecido à população e a menor tarifa do Estado de São Paulo. Produzido pelo Instituto Trata Brasil, o novo Ranking do Saneamento Básico contempla as 100 maiores cidades, onde habitam 40% da população, e foi feito com base nos dados do Ministério do Desenvolvimento Regional, pelo SNIS – Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento”, afirmou.

Sobre a violencia no transito o secretário Amaury Hernandes , destacou que o número de mortes no trânsito de Rio Preto caiu 36,48% em 2020 na comparação com o ano anterior. O resultado é cinco vezes maior que o registrado em todo o estado, quando a redução registrada foi de 7,75%.

O secretário destaca que o levantamento foi divulgado na manhã desta quinta-feira, dia 21, pelo Infosiga – sistema de verificação e transmissão de informações relacionadas a acidentes de trânsito do governo do Estado de São Paulo. Os dados são relativos a acidentes ocorridos em vias urbanas.

“Parte dessa queda se deve à pandemia. Com menos veículos nas ruas, naturalmente há menos acidentes. Porém, Rio Preto registrou uma redução muito maior que o estado e a região administrativa. Essa diferença se deve às ações contínuas de sinalização, fiscalização e educação para o trânsito”, avalia Hernandes.

O secretário destacou ainda a construção de lombofaixas como medida que ajudou a reduzir o número de atropelamentos, ao todo foram 21 dispositivos desse tipo construídos em vias da cidade apenas no ano passado. “A lombofaixa tem dupla função: proporciona mais segurança ao pedestre e ainda obriga o motorista a reduzir a velocidade”, concluiu.

Por:(Dhoje Interior)

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Acontece em Foco
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates