Ultimas

AO VIVO

terça-feira, 26 de janeiro de 2021

BEBENDO GATO POR LEBRE ?

 




É difícil tomar cerveja de qualidade no Brasil.

Pra começar, somos dominados pelo monopólio da Ambev, dona das marcas Skol, Brahma, Antarctica, Bohemia, Original, Quilmes, dentre outras menores, além de distribuir produtos da Anheuser-Busch InBev (que é dona da Ambev), como a Budweiser e a Stella Artois. A empresa respondeu por 67,9% do mercado brasileiro de cervejas em 2012.

O problema é que essas cervejas são, em sua maioria, feitas com cereais mais baratos e de pior qualidade do que a tradicional cevada. O físico e professor emérito da Unicamp Rogério Cezar de Cerqueira Leite já tinha alertado para o uso indiscriminado de milho no lugar de cevada em artigo de 2009. Mais tarde, em 2012, uma pesquisa da USP confirmou a percepção, não só nas cervejas da Ambev mas também em outras marcas, como a Nova Schin.

Só que a coisa ainda piora.

Os donos de bares, querendo faturar ainda mais (não bastasse o tanto que a cerveja já é consumida no Brasil, por preços cada vez mais escandalosos), falsificam as cervejas estregues ao consumidor. Trocam rótulos e até tampinhas (!) para vender gato por lebre, as lideres no ranking da falsificação no Brasil são Brahma, Antártica e Colorado.

Com isto as cervejarias locais vem ganhando espaço no mercado e conquistando o paladar do consumidor, que passa estar cada vez mais exigente com as bebidas que consome, um fato que ilustra bem esta situação é o crescimento das cervejas e chopp do Grupo Marquês na região de São José do Rio Preto - SP, líder de vendas de chopp em barril na região comemora também o lançamento do Chopp do Marquês na lata que vem ganhando o interior paulista. 

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Acontece em Foco
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates