Ultimas

AO VIVO

terça-feira, 8 de dezembro de 2020

Rio Preto tem 827 mortes pela Covid-19, segundo Estado




Conforme dados da Fundação Seade, atualizados pela Secretaria de Estado da Saúde, a cidade de Rio Preto contabiliza 827 mortes por coronavírus, o que significa que entre sexta-feira, 4, e segunda-feira, 7, foram registrados mais 18 óbitos pela Covid-19 - uma média de 4,5 por dia.

As mortes vinham desacelerando, porém a Secretaria de Saúde já vinha alertando para o possível crescimento delas, já que os casos há alguns dias vinham aumentando. Neste final de semana, a Secretaria Municipal de Saúde não divulgou o boletim epidemiológico da Covid-19, e nem nesta segunda-feira, 7.

Conforme o Estado, Rio Preto contabiliza 32.070 casos, 1.981 a mais do que os 30.089 da última atualização feita pela Prefeitura, na sexta-feira. Isso, no entanto, não corresponde somente a ocorrências novas. Nesses números estão inclusos os casos detectados pelo inquérito sorológico, feito pela Secretaria de Saúde junto a pacientes assintomáticos. Esses dados ainda não foram divulgados à população, o que segundo a pasta vai acontecer depois que todos os exames terminarem de ser contabilizados.

A média móvel de mortes (quantidade de óbitos registrada na última semana dividida por sete) chegou perto de um em Rio Preto, mas voltou a três em 1º de dezembro. A média móvel de casos em Rio Preto e região também está apresentando elevação.

De acordo com dados da Fundação Seade, o Departamento Regional de Saúde de Rio Preto, que abrange 102 municípios, teve nesta segunda-feira uma média móvel de 444 casos, pouco mais da metade dos 896 registrados no pico da doença, em 8 de agosto.

A queda demora semanas para ocorrer, e o reflexo que mais demora a ser sentido da desaceleração da transmissão é nas mortes. Por outro lado, quando a transmissão se estabelece, os números sobem rapidamente. A quantidade de internações está crescendo tanto em enfermarias quanto em unidades de terapia intensiva, como mostram dados da Secretaria de Saúde de Rio Preto, que não descarta tomar medidas mais restritivas se necessário. O governo do Estado já proibiu o agendamento de cirurgias não urgentes, para poupar leitos para a Covid-19.

De acordo com estudo da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Rio Preto cada grupo de cem pessoas contaminadas está transmitindo para outro de 164 (o índice de retransmissão está em 1,64, e para haver queda teria de estar abaixo de um).

Outras 11 cidades da região confirmaram mortes pela Covid-19. Em Monte Aprazível, foram mais dois registros, chegando a 21. Fernandópolis confirmou a 61ª vítima: idosa de 90 anos, com comorbidades.

Jales registrou o 66º óbito em idosa de 84 anos. Em Nova Granada, uma idosa de 74 anos, com comorbidades, não resistiu à doença - são 23 mortes na cidade. Fernando Prestes teve a quarta confirmação; Monte Azul Paulista, a sexta; Ariranha, a oitava; Santo Antônio do Aracanguá, a nona; Ibirá, a 13ª; Urânia, a 15ª e Novo Horizonte, a 31ª.

Por:(Diario da Região)

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Acontece em Foco
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates