Ultimas

AO VIVO

segunda-feira, 6 de julho de 2020

Homem de 26 anos é preso suspeito de estuprar sua vizinha

Um homem, de 26 anos, foi preso durante a madrugada desta segunda-feira (6), supeito de estuprar uma jovem, também de 26 anos, no Jardim Antunes, em Rio Preto. O suspeito é vizinho da vítima.
A mulher acionou a Polícia Militar, por meio do Copom, contando que seu vizinho, invadiu sua casa, logo após o marido dela ter saído. O crime aconteceu por volta das 3h30.
De acordo com o boletim de ocorrência, o marido da vítima saiu de casa, por volta das 2 horas, para levar a filha do primeiro relacionamento dele ao bairro Castelinho. A vítima disse que havia ingerido medicamento para dormir e acordo já com o agressor em cima dela, estuprand-a.
A vítima, então, começou a gritar. Momento em que o estuprador foi embora. A PM chegou ao local e a mulher estava na calçada. Ela indicou que o homem mora a três casas da dela. Os policiais foram até a residência e notaram que a luz estava acesa. Ao chamarem o suspeito, a luz se apagou.
Ainda segundo o registro policial, a PM entrou no imóvel pela porta dos fundos e encontrou o suspeito sentado na cama, ao lado de uma senhora, identificada como avó dele. Questionado sobre o crime, inicialmente, ele negou. No entanto, os policiais vira em cima de uma cômoda, o moletom descrito pela vitima como sendo o que seu agressor estava vestindo. O homem acabou confessando que havia cheirado cocaína, na porta da casa dele, e que não se recordava de ter ido até a casa da vítima e a agredido.
A mulher usou o telefone da vizinha da frente para chamar a PM. A vizinha contou aos policiais que ouviu gritos da vítima e que, em seguida, viu um homem pulando o muro.
Vitima e agressor foram levados à Central de Flagrantes. A filha da vítima de 3 anos, que estava na casa enquanto  mãe era estuprada, ficou sob os cuidados da vizinha. O homem foi preso em flagrante por estupro. A mulher foi encaminhada ao Hospital da Criança e Maternidade (HCM) para realizar o exame de corpo delito com a finalidade de constatar a agressão sexual, além dos procedimentos de profilaxia. O caso será encaminhado para a DDM (Delegacia de Defesa da Mulher).
Por Tatiana PIRES – Redação Jornal DHoje Interior (Foto Ilustrativa)

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Acontece em Foco
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates