Ultimas

AO VIVO

sexta-feira, 5 de abril de 2019

Suspeito de matar ex-namorada e jogar corpo em lixão cometeu o crime por ciúme, diz polícia

 

 

Lucas Ruan, de 20 anos, foi preso preventivamente após confessar ter matado a ex-namorada Emeli Guergutt, de 19 anos. Corpo dela foi encontrado em antigo lixão de Tabapuã (SP).

O jovem Lucas Ruan, preso preventivamente suspeito de estrangular e esconder o corpo da ex-namorada Emeli Guergutt, de 19 anos, em Tabapuã (SP), confessou para a Polícia Civil ter cometido o crime por ciúme, segundo o delegado responsável pelo caso Alessandro Andreotti.

“Eles estavam voltando de uma festa no domingo (31). O suspeito parou a moto e os dois tiveram uma briga intensa. Em seguida, Lucas cometeu o crime por ciúme”, diz o delegado.

Segundo a Polícia Civil, o corpo da vítima foi encontrado somente na segunda-feira (1º) após a mãe dela ir à delegacia registrar um boletim de ocorrência por desaparecimento, já que a filha não havia retornado para casa.

Em vez de fazer o registro, um dos investigadores, que atendeu a jovem quando ela foi ao local prestar queixa por agressão contra o ex-namorado, decidiu investigar o caso após descobrir que ela não tinha ido trabalhar.

O policial achou estranho porque Emeli já havia sido intimada para depor contra o suspeito, mas não comparecia, porque informava que não poderia faltar ao trabalho.

A vítima também possuía uma medida protetiva contra o jovem, que expirou devido ao prazo estipulado pela Justiça.

Ainda de acordo com a polícia, no mesmo dia, Lucas Ruan, de 20 anos, foi encontrado e levado à delegacia de Novais (SP) por ter histórico de agressão contra a ex-namorada, com quem tem um filho de 3 anos.

Questionado pelos policiais, ele negou ter tido contato com ela, mas após entrar em contradição diversas vezes durante depoimento, admitiu ter assassinado a vítima.

Corpo localizado


Depois de confessar o crime, Lucas Ruan levou os policiais até o terreno onde funcionava o antigo lixão de Tabapuã (SP). No local, o corpo de Emeli Guergutt foi encontrado escondido embaixo de entulhos.

A perícia técnica foi acionada, retirou o corpo e o levou ao Instituto Médico Legal (IML) de Catanduva (SP). Posteriormente, ele foi transferido para Novais (SP), cidade onde ela morava com a família.
O velório e o enterro da vítima foram feitos no Cemitério Municipal da cidade na tarde de terça-feira (2).

Prisão preventiva decretada


Lucas Ruan foi preso em flagrante e levado para a delegacia de Novais (SP). Contudo, teve a prisão alterada de flagrante para preventiva pelo juiz no decorrer da audiência de custódia realizada na terça-feira (2).

Após a decisão, o suspeito foi levado para a cadeia de Catanduva (SP), onde já estava preso e permanece à disposição da Justiça.

O delegado Alessandro Andreotti afirmou  que ele vai responder por feminicídio qualificado. 

G1 Rio Preto e Araçatuba 

 

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Acontece em Foco
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates