Ultimas

AO VIVO

sexta-feira, 5 de abril de 2019

Mulher é condenada a 40 anos de prisão por matar filha de um ano em Rio Preto

 

 

Aline de Souza, de 21 anos, foi acusada de torturar, abusar sexualmente e matar a filha de apenas um ano e quatro meses. Em júri popular, jovem foi condenada por homicídio triplamente qualificado em regime fechado.

Nesta quinta-feira (4), a mãe Aline de Souza, de 21 anos, acusada de torturar, abusar sexualmente e matar a filha de apenas um ano e quatro meses, foi condenada a 40 anos de prisão em regime fechado. O júri popular durou pouco mais de cinco horas e foi realizado em São José do Rio Preto/SP. 
Aline foi condenada por homicídio triplamente qualificado, por matar a filha por motivo torpe, fútil, sem chance da criança se defender e ainda com requintes de crueldade. 
O crime foi registrado em março de 2017. Na época, a mãe procurou uma UBS (Unidade Básica de Saúde) dizendo que a filha Emanuella Maria de Souza havia caído, mas os médicos constataram que a criança tinha sido agredida e acionaram a polícia. 
Posteriormente, o legista do IML (Instituto Médico Legal) da cidade constatou que a bebê apresentava lesões graves no fígado e sinais de violência sexual. A menina apresentava hemorragia interna e politraumatismo. 
JULGAMENTO 
A delegada da DDM (Delegacia da Defesa da Mulher), Dálice Cero, que investigou o caso, foi a primeira a ser ouvida como testemunha de acusação. Ela respondeu perguntas feitas pela juíza Gláucia Véspoli de Oliveira. 
Em seguida, a própria juíza interrogou a mãe, que confirmou ter agredido a criança com um chute na cabeça, mas negou que tivesse abusado sexualmente dela. 
Depois da sentença ser lida, Aline de Souza foi levada para a penitenciária de Tremembé/SP, onde já estava presa e continuará cumprindo pena. O advogado de defesa afirmou que vai recorrer da sentença. 
FOTO: Reprodução | Tv Tem 

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Acontece em Foco
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates