Ultimas

AO VIVO

quarta-feira, 4 de abril de 2018

Nova Tarifa Conta de energia elétrica vai subir mais de 20% Consumidores de Rio Preto e cidades próximas passarão a pagar a nova tarifa a partir de domingo, 8


Não adiantou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) manter a bandeira verde para a tarifa da conta de luz, pelo menos não para os moradores de Rio Preto e região atendidos pela Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL Paulista). A Agência divulgou nesta terça-feira, 3, reajuste nas tarifas para todas as faixas de consumo.
O maior índice de reajuste ficou na faixa da baixa tensão, que compreende consumidor residencial e subclasse residencial baixa renda, consumidor rural (agropecuária, cooperativa de eletrificação rural, indústria rural, serviço público de irrigação rural e subclasses), indústria, comércio, serviços e outras atividades, poder público, serviço público e consumo próprio e iluminação pública. Para este público, a tarifa foi reajustada em 20,17%, índice seis vezes superior à inflação acumulada nos últimos 12 meses pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que em fevereiro acumulou 2,84%.
No segmento de alta tensão, que inclui grandes indústrias, o reajuste será de 11,11%.
O aumento na tarifa de energia entra em vigor no próximo domingo, 8. Em toda a área de concessão da empresa, a medida atingirá 4,3 milhões de unidades consumidoras em 234 municípios do Estado de São Paulo.
"A revisão tarifária periódica reposiciona as tarifas cobradas dos consumidores após analisar os custos eficientes e os investimentos prudentes para a prestação dos serviços de distribuição de energia elétrica, em intervalo médio de quatro anos", afirma a Aneel, em nota divulgada.
A Aneel também aprovou nesta terça-feira, 3, um reajuste médio de 11,53% nas tarifas da Energisa Mato Grosso. Para consumidores conectados à alta tensão, o aumento será de 5,94%, e para a baixa tensão, será de 13,98%.
As novas tarifas vigoram também a partir de domingo, 8. A distribuidora atende a 1,3 milhão de unidades consumidoras em 141 municípios do Mato Grosso.
Consumidores atendidos pela Energisa Mato Grosso do Sul (EMS) também vão pagar mais pela energia. O reajuste médio nas tarifas será de 9,87%. Para os consumidores residenciais das zonas urbana e rural, atendidos pela baixa tensão, o aumento alcançará 10,65%. Já as grandes empresas, que usam a rede de alta-tensão, terão aumento de 7,91%.
A EMS atende a maioria das cidades de Mato Grosso do Sul, atingindo um milhão de unidades consumidoras em 73 municípios do Estado.

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Acontece em Foco
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates