Ultimas

AO VIVO

domingo, 3 de setembro de 2017

Terrorista do Palácio de Buckingham foi preso graças a erro com o GPS, diz imprensa britânica Jihadista tentou atacar o Castelo de Windsor mas se atrapalhou com o navegador e acabou em frente a um pub com o mesmo nome, decidindo em seguida ir até o Palácio de Buckingham, onde acabou preso.



UM terrorista armado com uma espada de samurai que pretendia atacar o Castelo de Windsor teria errado de alvo por causa de seu navegador de GPS, acabando em frente a um pub com o mesmo nome do palácio da Rainha Elizabeth II. Em seguida ele decidiu ir até o Palácio de Buckingham, onde acabou preso pela polícia local. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (1) pela imprensa britânica.


O cidadão britânico de origem bengalesa, Mohiussunnath Chowdhury, motorista de Uber e aspirante terrorista de 26 anos, teria planejado o ataque contra a residência da soberana britânica utilizando sua espada, uma réplica de uma “katana” – a arma dos samurais - de 1,2 metro de comprimento.


Na última sexta-feira (25) Chowdhury teria deixado uma mensagem para a irmã Sneha, de 23 anos, em que escreveu “quando você lerá essas palavras, inshallah [se Alá quiser, em árabe] eu estarei com Alá. Não chore e seja forte. O shahid [mártir, em árabe] levará 70 membros de sua família com si mesmo no paraíso. Eu estarei lá, inshallah”. Em seguida, o homem carregou a espada em seu Toyota Prius e escreveu o nome de seu alvo no navegador: Castelo de Windsor.


Entretanto, acabou sendo traído pela tecnologia, já que o GPS o levou até um pub chamado “Castelo de Windsor”. Uma vez entendido que aquele não poderia ser o cenário de um ataque terrorista de ampla dimensão, Chowdhury dirigiu-se para um lugar mais facilmente identificável: o Palácio de Buckingham. Outra residência de Elizabeth II.


Mas o terrorista só conseguiu parar o carro na praça em frente ao palácio, a poucos metros de distância de uma patrulha de agentes de segurança. Quando eles o abordaram Chowdhury pegou a espada e começou a gritar "Allah Akbar" [Alá é grande, em árabe], atacando os agentes. Os policiais rapidamente conseguiram imobilizá-lo, sofrendo apenas cortes leves.



Chowdhury foi preso e acusado de organizar atos terroristas e poderá ser condenado à prisão perpetua.

Postar um comentário

 
Copyright © 2013 Acontece em Foco
Traduzido Por: Template Para Blogspot - Design by FBTemplates